Grammy

Apostas e previsões para o Grammy 2019: Gravação e Canção do Ano

É hoje o grande dia! A 61º edição do Grammy Awards acontece esta noite e nós vamos terminar as nossas apostas,  neste post vamos falar sobre Gravação e Canção do Ano, duas das categorias mais importantes da premiação.

GRAVAÇÃO DO ANO.

A categoria dos hits, onde a produção é avaliada. Aqui a academia parece ter prestado atenção no que tem tido mais força no mercado de streamings e tem vários possíveis cenários, pois muitas músicas são fortes candidatas a levar o gramofone pra casa.

I Like It – Cardi B, Bad Bunny & J Balvin
The Joke – Brandi Carlile
This is America – Childish Gambino
God’s Plan – Drake
Shallow – Lady & Bradley Cooper
All the Stars – Kendrick Lamar & SZA
Rockstar – Post Malone Feat. 21 Savage
The Middle – Zedd, Maren Morris & Grey

Vamos comentar as chances de cada um.

I Like It – Cardi B, Bad Bunny & J Balvin. Um dos maiores sucessos da temporada, a faixa atingiu o topo da Billboard, figurou em diversas listas de melhores músicas do ano e uniu o sucesso do mercado latino com o sucesso do hip hop. Muito bem produzida, a faixa tem um conteúdo lírico interessante e é uma forte concorrente por aqui.

 

The Joke – Brandi Carlile. O carro chefe de Brandi Carlile é uma grande canção com vocal poderoso e produção esmerada. No entanto, a faixa se perde em comparação com os concorrentes que tiveram um impacto cultural e comercial muito maior, tem mais chances em “canção do ano”.

 

This is America – Childish Gambino. Uma das faixas mais importantes do último ano, This Is America teve impacto cultural, atingiu o topo da Billboard e tem uma produção incrível, o problema: A música não parece tão grandiosa sem o seu videoclipe, o que não é ruim, mas diminui as chances de levar o gramofone pra casa por aqui.

 

God’s Plan – Drake. O carro chefe do “Scorpion” passou incríveis 11 semanas no topo da Billboard e foi desbancado pelo próprio Drake com o lançamento de “Nice For What”. A música é boa e a maior chance do rapper de levar o gramofone em uma categoria principal é aqui. Será que o Papi supera a concorrência?

 

Shallow – Lady & Bradley Cooper. Um dos maiores sucessos de Lady GaGa nos últimos tempos, a música tema de “Nasce Uma Estrela” conquistou público e critica e vem fazendo grande sucesso no mundo todo. O ponto fraco é que a faixa é muito orgânica e menos interessante que alguns concorrentes, tem chances maiores em canção do ano.

 

All the Stars – Kendrick Lamar & SZA. O carro chefe da trilha Sonora de Pantera Negra é um dos candidatos mais fortes por aqui. A música tem uma produção deslumbrante e a parceria de Kendrick Lammar e SZA casou perfeitamente. Cumpre todos os requisitos pra levar o gramofone pra casa.

 

 

Rockstar – Post Malone Feat. 21 Savage. Mais uma faixa que alcançou o topo da Billboard entre os indicados, a canção tem uma produção interessante e abriu caminho para a dominação do rap vista no ano passado. Alguns pontos fracos da música são o conteúdo lírico e o tempo de lançamento – a faixa é de 2017 – mas como a academia parece ter gostado de Post Malone pela quantidade de indicações, pode surpreender.

The Middle – Zedd, Maren Morris & Grey. “The Middle” fez bastante sucesso e abriu caminho para Maren Morris, mas a produção é tão sem graça e a música tão repetitiva que a nomeação chega a me surpreender, o fator hit pode ajudar, mas entre candidatos mais fortes, está longe de ser favorita.

Gravação é sem dúvidas uma das categorias mais difíceis de prever este ano, quase todos os indicados tem alguma chance de levar o gramofone pra casa, seja pelo fator hit ou pela história que a academia quiser contar. A minha aposta vai para “I Like It”, mas tudo pode acontecer.

 

CANÇÃO DO ANO.

Aqui o quesito composição é levado em conta, o cenário de indicados não muda muito, mas algumas músicas ganham mais força para levar o gramofone pra casa.

All the Stars – Kendrick Lamar & SZA
Boo’d Up – Ella Mai
God’s Plan – Drake
In My Blood – Shawn Mendes
The Joke – Brandi Carlile
The Middle – Zedd, Maren Morris & Grey
Shallow – Lady Gaga & Bradley Cooper
This is America – Childish Gambino

Vamos comentar as chances de cada um.

 

All the Stars – Kendrick Lamar & SZA. Apesar de ter um conteúdo lírico interessante, a música enfrenta dificuldades aqui principalmente pela concorrência e pela produção ser maior que a letra. Tem chances maiores em gravação do ano, mas sempre é uma boa aposta.

 

Boo’d Up – Ella Mai. Tem conteúdo e construção lírica interessante, apesar de faltar alguma maturidade na música. Acredito que a indicação é mais um sinal de que a academia vai ficar de olho em Ella Mai do que de fato tem força pra levar o gramofone pra casa. É esse tipo de coisa que a academia busca aumentando o número de indicações.

 

God’s Plan – Drake. Drake é um forte concorrente pelo seu impacto na indústria e o fator hit, mas acredito que aqui “Nice For What” seria uma indicação mais bem pensada pelo conteúdo lírico mais original. Tem mais chances em gravação do ano.

 

In My Blood – Shawn Mendes. O reconhecimento de Shawn Mendes veio na hora certa, o canadense mostrou uma evolução gigantesca em seu terceiro álbum de estúdio e o carro chefe do projeto é um bom concorrente por aqui. A música tem uma performance interessante e a letra é boa, mas a concorrência é muito forte.

 

The Joke – Brandi Carlile. Aqui as chances de Brandi aumentam bastante e ela se torna uma forte candidata a levar o gramofone pra casa. A letra e a interpretação de The Joke são incríveis e o reconhecimento na indicação é o mínimo. A questão aqui é a concorrência com musicas que tiveram um impacto maior, mas seria uma boa surpresa.

 

The Middle – Zedd, Maren Morris & Grey. Uma música genérica dessas, indicada a canção do ano, enquanto alguns artistas sofreram uma sonora ignorada nas categorias principais é bem complicado. Continuo achando a música sem graça e repetitiva, tem mais chances em gravação do ano e ainda assim são poucas.

 

Shallow – Lady Gaga & Bradley Cooper. Provavelmente a concorrente mais sólida da categoria, tem letra e a interpretação interessantes e Lady Gaga é um grande nome. A canção fez bastante sucesso ao redor do mundo e o filme ajuda a impulsionar a indicação. Uma grande favorita.

 

This is America – Childish Gambino. This Is America tem a letra e a interpretação mais interessantes entre os indicados, cumpre todos os requisitos para levar o gramofone pra casa, foi hit, causou impacto cultural, mas devido ao conteúdo lírico de protesto é bem difícil que a academia tome partido. A música é muito maior com o videoclipe, tem mais chances em vídeo do ano.

Shallow é a grande favorita por aqui, levando em consideração o reconhecimento que a canção já vem tendo na temporada de premiações. Algumas canções podem surpreender e levar o gramofone pra casa, fortes indicados e muitos hits na categoria.

O que acharam? Quais as apostas de vocês? Acham que a academia vai tomar partido e premiar canções politizadas ou jogar no seguro novamente? Conta pra gente!

Categorias:Grammy

Marcado como:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s